terça-feira, 18 de julho de 2017

DAS MINHAS CONVERSAS POR E-MAIL (7)



[…] quero mostrar-te um pequeno vídeo que gravei, ontem, do Jornal da Tarde da RTP 1.

Tenho que me revoltar, só não sei contra quem; isto é: não sei se hei-de responsabilizar o ensino nas nossas escolas – que não preparam correcta e conveniente os futuros profissionais de informação –, se, mais uma vez, responsabilizar os “manda-chuvas” dos órgãos de comunicação por fazerem com que os seus profissionais usem terminologia alimentadora da abundante iliteracia deste nosso povo.

A pergunta que faço é (cerca dos 19 segundos de vídeo) o que entende a “jornalista” por “latifúndio”?

Não é, certamente, o mesmo que eu e do que consta nos nossos dicionários. Latifúndio é uma propriedade rural de grande dimensão (geralmente de pouco rendimento), e o problema do interior montanhoso é a floresta e o minifúndio.

Não me vou alargar mais... é triste a impreparação dos jovens jornalistas; é alarmante.

É certo que têm de praticar para atingirem o caminho da excelência. O que quero referir, também, e principalmente, é a falta de responsabilidade dos orientadores dos estágios e dos interesses pouco confessáveis dos gestores – administração, directores, editores, etc.

[…]



video

1 comentário:

Domingos disse...

"...interesses pouco confessáveis dos gestores – administração, directores, editores, etc."
- Estou convencido, de que será esta a causa de tanta diatribe.

Domingos